BATUCANDO NA GREVE GERAL

O projeto Fome Nunca Mais convida a todos para mais um batuque de pratos por democracia próximo dia 28 de abril. Concentração às 9 horas ao lado do  Monumento à Terra Mineira  da Praça da Estação de Belo Horizonte-MG.

Abaixo, batuque em Belo Horizonte dia 31 de março de 2017





O projeto Fome Nunca Mais convida a todos para mais um batuque de pratos por democracia próximo dia 28 de abril. Concentração às 9 horas, ao lado do  Monumento à Terra Mineira  da Praça da Estação de Belo Horizonte-MG.

BATUQUE DE PRATOS PELA DEMOCRACIA

Presentes nas últimas manifestações contra o golpe  e as retiradas de direitos do governo Temer,  pratos do projeto de arte pública Fome Nunca Mais – Memória de um sacrifício, depois de participarem  da instalação " Golpe é Golpe",   agora estarão nas mãos de manifestantes em todo país como objeto de arte e luta. 

Como nas últimas manifestações em Belo Horizonte, o projeto  convoca  a todos para batucar pela democracia, fazendo uso de pratos  alumínio, contendo a palavra “Golpe” escrita no seu interior. 

Batuque de pratos em Belo Horizonte dia 28 de março ( terça-Feira ) 

Manifestação às 16 horas da Praça da Assembléia  Legislativa de Minas Gerais

até  Praça da Estação.

Observação: Levar 1 ou 2 pratos de alumínio ( preço nas lojas R$ 5,00 )

 Divulgue e participem em sua cidade. 












Batendo pratos contra o Golpe


Nesta quinta-feira, dia 22 de setembro, os pratos do projeto  Fome  Nunca Mais -  Memória de um sacrifício, atendendo o apelo das ruas participaram  de uma gigantesca manifestação  em defesa da democracia que  foi iniciada na Praça  da Estação e terminada na Praça da Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

Depois de serem  apropriados por manifestantes, foram utilizados como instrumento de percussão e na criação da instalação "GOLPE É GOLPE'. 

 A próxima intervenção do projeto acontecerá  dia 24 de setembro, às 10 horas, na praça Iria Diniz , em Contagem -MG.








GOLPE É GOLPE EM BELO HORIZONTE

Nesta quinta-feira, dia 15 de setembro, os artistas do coletivo CARTE-I (Severino Iabá, Jorge Dissonância e Eliane Velozo) estiveram na Praça Sete de Belo Horizonte com os prato do projeto ‘Fome Nunca Mais – Memória de um sacrifício’ para mais uma intervenção  urbana em defesa da democracia brasileira..

A atividade foi marcada por momentos de acolhida pela maioria das pessoais, mas também  de agressões  verbas  de alguns  simpatizantes fanáticos do impeachment.















O prenúncio do golpe?


Há 6 anos, os oratórios do Fome Nunca Mais já anunciavam ou não o golpe? 






Pratos contra o golpe em BH

Pratos  de alumínio vazios,  símbolos da luta contra a fome e a miséria, utilizados na década de 90 por Betinho, através  da ONG Ação da Cidadania contra a Fome, a Miséria e pela Vida   e  por Severino Iabá, através  do projeto  de arte pública A Via Crúsis do  Desemprego e da Fome, está  de volta  as ruas com um  grito contra os retrocessos democráticos e sociais. 

Depois de passarem por  Recife,  Brasilia e Betim, chegam a Belo Horizonte com o intuito de interagir com os moradores da cidade sobre os últimos acontecimentos políticos no Brasil.

O encontro acontecerá através de uma intervenção urbana com 52 pratos, representando  nossa atual  fome por democracia e anos de luta pela redemocratização no país. 

Participam desta ação o coletivo Carte-I, constituído pelos artistas Severino Iabá, Eliane Velozo e Jorge Dissonância, e o público presente.


Local da intervenção:

Praça Sete de  Belo Horizonte, dia 15 de setembro ( quinta-feira ), das  9 às  12  horas.

Abaixo,  intervenção em Brasília-DF